Bayer

Os efeitos em médio e longo prazo da fibrilação atrial podem causar
problemas de saúde, como o Acidente Vascular Cerebral (AVC).

VOCÊ SABE QUAIS SÃO
OS
FATORES DE RISCO PARA
OCORRÊNCIA DO AVC?

Descubra preenchendo o quiz abaixo.

O quiz abaixo foi desenvolvido pela National Stroke Association, e ele passa uma perspectiva da pessoa ter um Acidente Vascular Cerebral, baseado nos fatores de risco que a mesma apresenta. Após completar o quiz, discuta o resultado com seu médico, que irá te auxiliar a avaliar e tratar qualquer fator de risco controlável.

Quiz do coração

Assinale as alternativas para as colunas de fatores de risco abaixo. Será considerado 01 ponto para cada alternativa assinalada. Em seguida, clique em avançar para conferir o resultado final.

    • FATORES DE RISCO
    • ALTO RISCO
    • CAUTELA
    • BAIXO RISCO
    •  
    •  
    •  
    •  
    • Pressão Arterial
    • Fibrilação Atrial
    • Tabagismo
    • Colesterol
    • Diabetes
    • Atividade Física1
    • Obesidade
    • Histórico Familiar
      de AVC
  • 1Alguma atividade física: Até 150 min/semana. 2Exercícios Regulares: ≥ 150 min/semana. 3Obeso: IMC ≥ 30kg/m2 4Sobrepeso: IMC = índice de massa corporal (IMC = peso (kg) / altura2). Material adaptado da National Stroke Association. (http://www.stroke.org/site/DocServer/scorecard_risk.pdf?docID=601). Acessado em agosto/2018.

30%
Doenças cardíacas

dos pacientes não possuem
histórico de
doenças
cardíacas1

Outras condições

Cerca de 30% dos casos1 de Fibrilação Atrial são de pacientes que não possuem histórico de doenças cardíacas. Nestas situações, a fibrilação atrial pode estar relacionada a problemas como hipertireoidismo e doenças pulmonares.

Embora alguns fatores, como idade, sexo e histórico familiar, não sejam possíveis de modificar, adotar hábitos saudáveis de vida e ir regularmente ao médico ajuda a prevenir o problema, mesmo em quem possui um risco maior de desenvolver a doença.

Principais causas da Fibrilação Atrial

As causas da Fibrilação Atrial (FA) são diversas e nem sempre evidentes. Elas podem estar relacionadas a outros problemas de saúde e, em alguns casos, o problema pode ocorrer sem motivo aparente.

Na maioria dos casos, o paciente diagnosticado com fibrilação atrial apresenta algum tipo de má formação cardíaca, que pode estar presente desde o nascimento ou ser adquirida devido a danos causados no músculo cardíaco por vários problemas, como a pressão alta. Outras complicações podem estar relacionadas à fibrilação atrial, veja quais são:

Sintomas
Sintomas

Sintomas

Mesmo que a fibrilação atrial possa não parecer um problema muito sério no início, ela é um tipo de arritmia cardíaca. Portanto, precisa do acompanhamento de um cardiologista para não se agravar e/ou causar outras complicações. Em alguns casos, a doença pode não apresentar sintomas, o que traz um risco ainda maior para os pacientes.

Referências

PROCURE
UM PROFISSIONAL
DE SAÚDE

Procure um profissional de saúde

ESCUTE O SEU CORAÇÃO
E SINTA O PULSO DE SUA VIDA!

Apenas um médico cardiologista pode avaliar o que você está sentindo e ajudar a cuidar de sua saúde.

PROCURE SEU MÉDICO!